HARMONIZAÇÃO: Queijos e Cervejas II



Seguindo o informativo sobre harmonizações, queijos e cervejas combinam tão bem quanto queijos e vinhos e como vimos no post anterior, existem inúmeras possibilidades que podem levar ao mais alto grau de satisfação.
Dentro dessa linha, vou expor outros eventos, dessa vez em maior amplitude, das diferentes combinações entre queijos e cervejas:

1. Mozzarela de Bufala - Pilsen
2. Queijo Boursin - Pilsen / Weizenbier
3. Queijo Chabichou - Pilsen / Weizenbier
4. Brie / Camembert - Pilsen / Kolsch / Weizenbier
5. Queijo Gouda - Pilsen / Pale Ale / Strong Golden Ale
6. Queijo Chévre ( Cabra) - Pilsen / Kolsch / Weizenbier
7. Emmenthal - Pilsen / Pale Ale / Strong Golden Ale
8. Appenzeller - Pilsen / Pale Ale / Strong Golden Ale
9. Gruyere - Pilsen / Pale Ale / Strong Golden Ale
10. Grana Padano - Dunkel / Pale Ale
11. Parmesão - Dunkel / Pale Ale
12. Pecorino - Dunkel
13. Gorgonzola - Weizenbock / Strong
14. Roquefort - Weizenbock / Strong
15. Blue Stilton - Weizenbock / Strong
16. Provolone - Rauchbier / Potter / Stout
17 . Defumado - Rauchbier / Potter / Stout
Essas são algumas das combinações possíveis, mas não quer dizer que sejam todas únicas. Por isso, é interessante experimentar uma cerveja ou mais cervejas com diversos tipos de queijos e verificar suas combinações, pois o melhor de tudo isso é a satisfação e o aprendizado.
Se você quiser saber um pouco mais sobre estes e outros queijos, Clique aqui... e você terá acesso a página de queijos do mundo que estou escrevendo.
Até mais...

CERVEJAS: Tipos de cervejas II

Anteriormente, falamos das duas principais famílias de cervejas: As Ales e as Lagers.
Hoje escreverei sobre a terceira família, se assim podemos dizer, de cervejas mundiais: As Lambics.
Essas cerveja são produzidas no vale do Rio Senne, uma pequena área de aproximadamente 25 km2 nos arredores de Bruxelas, Bélgica.
O que as diferencia das demais é o seu processo de fermentação, que é feito através de fermentação espontânea, sem a adição de leveduras. As cervejas recebem do ar leveduras selvagens e naturais que iniciam o processo e fermentam lentamente o mosto. São muito particulares e exclusivas, onde apresentam muitas vezes acidez marcante e podem demorar até três anos para completar seu processo de fermentação como as mais tradicionais e ainda passar pelo processo de segunda fermentação na garrafa, o mesmo método de fermentação d ochampagne.  
Dentro dessa linha de cervejas especiais, podemos encontrar 3 tipos distinto de cervejas:
Lambic-Fruits - Cerveja que contém em sua fórmula frutas inteiras, inseridas durante a fermentação, como framboesa, cereja, cassis e pêssego.
Faros - Lambics que tem adição de açucar e
Gueuzes - Blend de cervejas de diversas safras diferentes.

HARMONIZAÇÃO: Queijos e Cervejas

Como se sabe, a harmonização é o assunto da moda na gastronomia e hoje em dia tudo tende a seguir essa tendência. Harmonizar queijos sempre ficou a cargo dos vinhos, que na sua grande maioria das vezes, era considerado o companheiro ideal, mas, devido a grande oferta de cervejas dos mais diversos tipos, a combinação QueijoXCerveja também tem ganho adeptos.
Estarei mostrando algumas combinações a partir de agora e qual a melhor forma de fazê-los.
Espero que gostem.

Num processo de harmonização, devemos sempre pensar nas carcterísticas de ambos, queijos e cervejas, e nas suas estruturas como corpo, acidez, amargor, doçura, etc.
Sendo assim, devemos combinas cervejas leves a queijos leves, cervejas encorpadas com queijos encorpados, queijos de sabores fortes com cervejas fortes, etc.
Nesse quesito, devemos iniciar com as Pilsens, que são cervejas leves com amargor variável, dependendo do país, com os queijos mais leves. A melhor indicação para esse tipo de combinação seria a mozzarela de búfala, que nada mais é um queijo leve e quase fresco com a Pilsen, pois o amargor da cerveja e seu leve corpo, não serão superiores ao gosto leve da mozzarela.
Como indicação, deve-se sorver a cerveja em primeiro lugar e comer o queijo em seguida, depois mais cerveja, mais queijo, etc.
Sabemos que a combinação se torna ideal quando a sensação na boca é aquela em que nenhum dos dois itens eliminem os aromas do outro, ou seja, simplesmente se complementem ou realcem seus sabores.
Na próxima postagem darei novas indicações e novas combinações....
Até lá...
.

COLORADO CAUIM

Representante nacional de cervejas, essa Premium Pilsen é uma das novas cervejas de características artesanais. Produzida em Riberião Preto, pela cevejaria Colorado, com água do aquífero Guarany, maltes e lúpulos importados, mandioca e levedura de baixa fermentação. A origem do nome é do dialeto Tupy, que deriva de uma bebida feita pelos índios com cereais e mandioca. Nos aromas a Cauim lembra as Pilsens tradicionais com uma ligeira presença de especiarias e frutas. Sua espuma clara e densa de média duração é espessa e no paladar harmoniza muito bem o alcool com o leve amargoe e apitada doce, proviente da mandioca.
Deve ser servida entre 0 e 4 Graus e tem teor alcoólico de 4,5%.
Acomapanha pratos de anchovas, bacalhau, salada de folhas verdes, massas com frutos do mar, etc..
Se você procura esta cerveja, vejo os endereços no LOJAS E EMPÓRIOS DO ABC, ou se você é comerciante e busca maiores informações sobre este produto, acesse DANILO MUNIZ

SCHOFFERHOFER KRISTALWEIZEN

Outra representante alemã de muito respeito, a Schöfferhofer Kristallweizen é uma típica cerveja de trigo alemã filtrada. Por ser filtrada, não apresenta o aspecto turvo característico de uma cerveja de trigo, mas um aspecto translúcido com espuma branca e de média duração. Seu aroma apresenta notas de banana, limão e malte. No paladar apresenta o amargor do lúpulo, mas não extravagante. Final harmônico e com muita refrescância.
Acompanha pratos leves, como saladas, aves, peixes, salsichas brancas, queijos suaves e sobremesas.
Para maiores informações aonde encontrar essa cerveja, acesse EMPÓRIOS E LOJAS DO ABC, ou se você é comerciante e quer adquirir este produtos acesse a página do DANILO MUNIZ.
Abraços...

SCHOFFERHOFER HEFEWEIZEN

Esta é a cerveja alemã Schofferhofer Hefeweizen, produzida pelo grupo Alemão Raderberger, um dos maiores grupos alemães com fábricas em 18 cidades da Alemanha. Essa cerveja é uma típica representante das Hefeweizen, sendo uma cerveja de trigo, com coloração ambar, turva com espuma densa e consistente. Nos aromas, especiarias e frutas concentradas (cravo, banana, etc...). 
No paladar refrescância e corpo, aliado ao baixo amargor.
Maiores informações sobre encontrar...EMPÓRIOS E LOJAS DO ABC ou se você é comerciante e quer conhecer esta cerveja....envie uma mensagem para Danilo Muniz, que entrarei em contato.


Danilo Muniz


COLORADO DEMOISELLE

Esta cerveja Porter é carregada em aromas e sabores, robusta no corpo e com um leve tostado, característico das cervejas deste estilo. É produzida com o que há de melhor em ingredientes nacionais e importados.
O café utilizado na fermentação é da região Alto Mogiana e passa por um exclusivo processo de maceração à frio antes de ser adicionado a cerveja, mantendo inalterados seus aromas e sabores.
Deve ser servido a temperatura de 8 até 12 graus, ou seja, nãoé uma cerveja para consumo extremamente gelada.
Tem graduação alcoólica de 6%.
E esta cervejaé uma homenagem a Santos Dumont, sendo que a cervejaria batizou a cerveja com o nome do primeiro aeroplano inventado por esse brasileiro mundialmente reconhecido como pai da aviação.

Procurando algo...

Carregando...